Achamos esse texto muito importante e queremos compartilhar com você! “Por que é que mudou?”, por Missy Mwac

CD_Foto_Digital_Imprimir_Revelação

Este texto foi traduzido e adaptado do post “Why Did It Change?”, de Missy Mwac. Ele traz uma análise sobre a prática de fotógrafos de entregar aos clientes (apenas) o arquivo digital.

Eu não sou a pessoa mais esperta que existe.

Eu não tenho ideia de como usar um lenço sem parecer que estou em 1974 e estou constantemente mudando minhas senhas porque não me lembro delas. Não tenho habilidade para estatística e fazer uma simples análise de custo me dá arrepios. Mas… eu penso sobre as coisas. E penso muito. E uma das coisas sobre as quais estive pensando recentemente é por que os fotógrafos pararam de oferecer seus trabalhos impressos. E tenho uma teoria.

Antigamente, nos dias em que o filme reinava, o telefone tocava e ouvíamos a pergunta que irritava muito de nós: “Quanto custa 24 poses?” Se tivéssemos ganhado um centavo cada vez que ouvimos esta pergunta, certo? E, sabíamos… só sabíamos… que o que a pessoa do outro lado da linha estava perguntando não era realmente o preço de 24 poses (embora sempre houvesse uma porcentagem para quem preço era só o que interessava, aqueles para os quais a fotografia não é prioridade, e valorizavam o preço versus a qualidade).

Não, eles perguntavam: “Quanto custam 24 poses?”, porque era o que sabiam perguntar. Eles queriam saber o preço, claro, mas o que estava por trás desta pergunta era realmente: “Por que eu deveria escolhê-lo?”, “Eu vou AMAR seu trabalho?”, “E se eu não gostar?”, “Você é o fotógrafo certo para mim?”, “Se eu escolher você, eu vou ser feliz com a minha escolha?”, “Diga-me por que VOCÊ é o fotógrafo certo para mim?”.

Claro, eles não simplesmente saiam e nos perguntavam isso. Em vez disso, eles perguntavam: “Quanto custam 24 poses?”

Vamos voltar para os dias de hoje, a era do digital. Acontece que eu adoro o digital. Eu realmente adoro. A fotografia digital tornou possível estender a imaginação e ampliar a mente. Bem, você e eu estamos conversando por causa da comunicação digital. E, para muitos fotógrafos, a tecnologia digital mudou seu produto final.

Mas por quê? Por que mudamos? Foram os nossos clientes que bateram à nossa porta exigindo que entregássemos apenas imagens digitais? … Ou, como suspeito, será que o problema está na indústria? São os fotógrafos mais do que felizes tirando as fotos, entregando-as em um arquivo digital e dizendo: “Pronto”?

Pessoalmente, eu acho que é a segunda opção.

Mais uma vez, por quê?

Bem, com o arquivo digital, não somos obrigados a vender as fotos. E o processo de venda, bem, apenas pensar nele produz arrepios em um monte de gente. E, após a venda, temos de produzir um produto. E então, temos que torcer para que os clientes gostem do produto. E então, nós temos que entregar o produto.

Para que tudo isso… quando você poderia colocar tudo em um CD, receber um dinheirinho e pronto? Bem, é fácil de ver, pelo menos para mim, por que isso se tornou atraente e “a coisa certa a fazer.” Foi fácil. E quem não gosta do fácil? (Para não mencionar que este método foi defendido e promovido por aqueles que lucram com a mudança para o digital. Nós, como uma indústria, permitimos que os inexperientes e astutos que estão entre nós mudassem a maneira de trabalharmos – e não para melhor – e lucrassem. Claro, isso é uma outra conversa, aquela que é melhor discutida com grandes doses de vodca).

Mas… enviar imagens digitais não é sempre o que os clientes querem. Mesmo quando eles dizem que é. Exatamente como perguntavam sobre “as 24 poses” eles acham que precisam perguntar: “Você me manda os arquivos?” Foi o que os seus amigos fizeram, certo? E é o que estão ouvindo de todos os fotógrafos com quem conversam. No final, acham que é “o que se deve fazer.” E, tendo recebido o CD, pen drive, ou mesmo as fotos na nuvem, as imagens serão compartilhadas por mais ou menos uma semana e, em seguida, a excitação vai diminuir e o arquivo será colocado em uma gaveta.

E vai ser esquecido.

Claro, alguns poderiam, apenas poderiam, imprimi-los. Será que o resultado final será o que o fotógrafo pretendia? Afinal, seu nome estará lá (ou esperamos que sim. Eu digo: as chances são duvidosas).

No final, pelo menos para mim, temos desvalorizado muitas coisas nesta indústria: o nosso trabalho, o produto final, as relações entre cliente e fotógrafo, a nossa forma de comercializar … (ofereço vários exemplos a todos que pedirem), e que é hora de voltar a fazer com que as coisas signifiquem algo de novo.

Claro, os clientes em potencial ainda vão pedir imagens digitais, mas cabe a nós mudar a conversa.

Leia o original aqui: http://missymwac.tumblr.com/post/134277575340/why-did-it-change. Conheça mais sobre Missy Mwac em: http://missymwac.tumblr.com/.

Achamos esse texto muito importante e queremos compartilhar com você! “Por que é que mudou?”, por Missy Mwac
Avaliar conteúdo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *