Fotógrafo multitarefas: a importância de ser um

A verdade é que grande parte dos profissionais, principalmente na última década, vem precisando se reinventar, e nem sempre por escolha. O fotógrafo multitarefas já é uma realidade. Entenda o porquê.

O avanço da tecnologia levou à automação de muitos processos e serviços, sem falar na própria mudança de comportamento das pessoas que antes viviam em modelos horizontais e hoje estão cada vez mais se adequando aos modelos verticais.

Tudo isso está impactando drasticamente o mercado, tanto na esfera profissional como na pessoal, porque, claro, o mercado sustenta toda essa engrenagem. A divisão entre o profissional e a “pessoa” está cada vez mais “fora de moda”.

Onde o fotógrafo se encaixa nesse cenário? Em praticamente todos os papéis, porque também é alguém que está tateando no escuro para encontrar o seu lugar, seja como profissional ou como pessoa. Veja só!

Esse é mais um artigo da série sobre tendências que estamos apresentando para você!

Modelos Horizontais e Verticais: o mundo mudou muito!

Fotógrafo multitarefas: como organizar o tempo?

O modelo horizontal consistia em um estilo de vida quase padronizado. Todos, ainda que em suas respectivas realidades sociais, desejavam se formar, se casar, comprar a própria casa, ter filhos e garantir o mínimo de segurança para a família.

Acontecia mais ou menos assim: durante os 20 anos, determinadas conquistas (escolher uma profissão e se formar, além de encontrar uma pessoa para formar família). Depois dos 30 anos, outras conquistas diferentes (comprar a casa própria, conquistar um cargo de chefia, casar e ter filhos).

Havia pouca variação nesse modelo. Já hoje, nem o formato de família é mais o mesmo, menos ainda a forma de trabalhar. Uma carreira longa e segura na mesma empresa nem é mais tão bem vista.

O comum, hoje, é passar apenas determinado tempo numa posição ou empresa e partir para “novos desafios”. Grandes empresas, mesmo empresas modelos, estão sendo trocadas por startups inovadoras, ou nem tanto, desde que proporcionem mais liberdade. Ou, talvez, inspiração.

O que mudou?

A dita segurança foi trocada pela “experiência” e as adaptações ainda estão sendo feitas para garantir o mínimo. A grande mudança está principalmente no fato de que muita gente decidiu tentar viver dos próprios sonhos – o que não é fácil – e quis sair da autoridade de um chefe.

Temos uma prova na própria categoria de fotógrafos. Quantos fotógrafos profissionais, hoje, em atividade, são fotógrafos desde que se tornaram profissionais atuantes?

Grande parte, ao contrário, largaram outras carreiras, com diploma e tudo, e resolveram se arriscar em seu hobby preferido: fotografar.

“Fazer aquilo que gosto!” Quantas vezes você disse isso antes de começar a fotografar de maneira profissional?

Contudo, sustentar esse estilo de vida autônomo não é nada simples. É imprescindível entrar em cena o “multitarefas”!

Os desafios dos fotógrafos multitarefas

Fotógrafo multitarefas
Fotógrafo multitarefas e a batalha contra o tempo.

Tempo, é o primeiro e mais importante deles. Para um fotógrafo profissional liberal, as tarefas imprescindíveis do dia a dia vão muito além de tirar boas fotos e tratá-las.

Hoje, o fotógrafo profissional multitarefas precisa entender de atendimento, negociação, contratos, logística, as próprias técnicas de fotografia, pós-produção, diagramação de álbum e pós-atendimento.

Não é nada simples e com muita dificuldade tudo isso cabe na rotina, sem falar que tudo isso tem seus desdobramentos. Em quantas dessas etapas é preciso planilhas, agenda, planejamento anual, semestral ou trimestral…

Ainda mais no começo da carreira, quando não é possível contratar mais pessoas para realizar outros serviços, o fotógrafo tem de dar conta de tudo e dividir todas as tarefas na rotina do dia ou da semana. E aí, bingo!, é preciso mais uma habilidade: gerenciamento de tempo.

Como criar uma boa rotina? Priorizar as tarefas mais importantes das que podem esperar. Como vencer o vício de procrastinar – que pega quase todos?

Algumas dicas para ser um bom fotógrafo multitarefas – sem prejudicar sua saúde – são:

Divida as horas do seu dia por tarefas que se assemelham. Um dos problemas de ser multitarefas é não se concentrar em nada e fazer tudo de qualquer jeito. Isso, na profissão de fotógrafo profissional, jamais pode acontecer. O bom resultado é o seu ganha pão de amanhã. Nunca se esqueça disso.

Sendo assim, concentre-se em uma tarefa por vez. Dividir o tempo e organizar as tarefas por sua semelhança ou sequência é a dica de ouro! Multitarefas tem que significar apenas organização e otimização de tempo! Esqueça a ideia de fazer várias coisas ao mesmo tempo.

Alguns estudos apontam que pessoas que fazem uma única tarefa por vez produzem de 20% a 30% mais do que as pessoas multitarefas.

Agora, se não há escolha, ao menos você pode escolher uma coisa de cada vez, de forma tranquila.

Tranquilidade para ser um fotógrafo multitarefas: dicas práticas!

  • Saia das redes sociais durante o expediente;
  • Reserve uma hora do dia para estar nas redes fazendo o que precisa fazer, tudo com tempo pré-determinado;
  • Almoce, lanche e jante sem o celular por perto;
  • Reserve ao menos 30 minutos para atividade física;
  • Reserve tempo para responder aos e-mails e mantenha a caixa de e-mail organizada;
  • Se você trabalha em casa, reserve um tempo para sair e fazer algo fora, ainda que seja caminhar no bairro;
  • Listas de tarefas ajuda muito.
  • Softwares ou aplicativos que concentram tudo também: agenda, lista de tarefas…
  • Horário para começar a trabalhar e para terminar de trabalhar.

Este último tópico é utopia? Que seja, mas tente o seu melhor. Se gosta de ser “livre”, ao menos saiba estabelecer as prioridades.

A única certeza que ainda é “padrão” ou “tradição” nesse cenário multi que vivemos é: ninguém gosta de ser enganado ou deixado para trás.

Você é um profissional que precisa estabelecer confiança no seu cliente!

Ah, antes de ir, que tal ficar por dentro de outra tendência que já apresentamos aqui: fotografia 360 graus!

Fotógrafo multitarefas: a importância de ser um
Avaliar conteúdo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *