Missão falada, missão cumprida!

 

Autor:  Papo de Fotógrafo

Nada melhor do que comemorar o aniversário reencontrando os amigos e relembrando histórias de um tempo que não volta mais. Não é mesmo?

Seria muito clichê da minha parte continuar esse texto falando da importância de revelarmos ou imprimirmos nossas fotografias ou as de nossos clientes, já que esse é um post comemorativo dos 15 anos da Digipix Pro, mas não vou cair nessa armadilha. Vou deixar essa parte para o final. (risos)

O que eu vou contar aqui é uma história verdadeira, aconteceu comigo no primeiro ou segundo ano de participação no Wedding Brasil, e talvez o querido Marco Perlman não se lembre, mas eu sim, como se fosse ontem.

O ano era 2011 (provavelmente), pelas minhas contas, a Digipix Pro iria comemorar o seu sétimo aniversário. Naquela época, eu estava apenas começando na fotografia e tinha acabado de lançar uma camiseta de um grupo chamado #FotografosTwitteiros (história para um outro post), e o Marco, mesmo não sendo fotógrafo de profissão (mas honorário) também tinha adquirido uma. Sem saber quem ele era, conversamos por alguns minutos até que ele me pergunta o que achava dos álbuns da Digipix. Inocentemente (e sinceramente) respondi que achava os fotolivros muito bons, com ótima qualidade, porém seria difícil vender para os casais como álbum de casamento, por causa do peso, do tamanho e porque não tinha a robustez de um ‘verdadeiro álbum de casamento’. E a conversa continuou por mais alguns minutos e voltei para as palestras.

E a história não acaba aí. Chegando no estúdio que trabalhava na época, contei o ocorrido para a minha chefe e quando termino ela me diz: “Você sabe que o Marco Perlman é o presidente da Digipix, né?!”. Imaginem só como eu fiquei depois dessa revelação. O meu único pensamento era: “Ele nunca mais vai usar a camiseta e não vai mais falar comigo”.

Hoje eu diria que gostaria de usar a manopla do infinito (Vingadores) para voltar no tempo e mudar o rumo da conversa. Mas não é preciso.

Resolvi contar essa história para ilustrar uma das maiores diferenças da Digipix em um mercado tão competitivo. Desde o começo da empresa, o Marco sempre esteve junto da sua equipe, participando ativamente dos eventos, atendendo e ouvindo com carinho e paciência seus clientes e fotógrafos desligados como eu. Além disso, acompanhou de perto o desenvolvimento do mercado fotográfico e levou para dentro da empresa a mesma vontade de evoluir, pois se os profissionais estão buscando a excelência ele, como parte dessa corrente, não poderia oferecer menos.

Depois de 8 anos dessa conversa ‘desastrosa’, olho para trás e vejo o quanto ele se empenhou em fazer não só da Digipix Pro uma das maiores empresas do ramo gráfico, mas o quanto ela abriu caminhos para que outras encadernadoras também pudessem evoluir. Evolução essa que se transformou em uma das maiores fusões do ramo, deixando com que deixassem de ser apenas grandes, para serem gigantes.

Quando lembro do nosso bate-papo e olho para os balcões nas feiras, percebo que aquele comentário sincero se transformou em um desafio, e que a partir daquele dia, ele nunca mais me perguntou nada. (risos)

Foto do Rafael Petrocco no evento Digipix Day 2019 com o Big Book

Missão falada, missão cumprida!
Avaliar conteúdo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *