Digipix Day 2016: saiba como foi este grande evento!

Ontem realizamos o 11º Digipix Day e foi um grande sucesso. A plateia do Teatro Frei Caneca estava lotada. Foi um dia muito especial para todos nós, uma vez que desfrutamos todos juntos das palestras de Tainá Frota, Carla Durante, Alex Mantesso, Alex Lipszyc e o fotógrafo australiano Steve Parish.

Nossa primeira convidada, Tainá Frota, fez uma palestra sensacional. Com o tema “Fotografando sem filtro: a evolução do registro fotográfico a partir da vivência pessoal”, a brasiliense contou sobre como começou a fotografar e deu algumas dicas para ter sucesso na carreira: “Mais do que vender uma ideia, era importante aprimorar a técnica. Qual foi o caminho que escolhi: adquirir conhecimento.”

Em seguida, foi a vez de Carla Durante. Com o tema “Fotografia Newborn, além da pose e de um gorrinho bonito!”, a fotógrafa deu muitas dicas interessantes aos presentes que não desgrudaram os olhos de suas belas fotografias: “Mudamos os hábitos culturais. Tivemos que conquistar primeiro o pediatra. Temos que fazer o trabalho com carinho, bem-feito. Temos que buscar conhecimento porque temos uma responsabilidade muito grande”, disse Carla Durante sobre a fotografia newborn, no 11º Digipix Day.

Na pausa para o almoço, muitos presentes tiraram fotos backdrop incrível que montamos para todo mundo participar do movimento “Foto no papel. Para quem ama foto”, que foi uma das grandes novidades do 11º Digipix Day.

Assista ao vídeo sensacional!

Voltando do almoço, o multifacetado Alex Mantesso começou a 2ª parte do 11º Digipix Day e sua palestra abriu os horizontes sobre gestão para fotografia. “Foca no seu mercado. Entenda qual é o mercado que você quer e não fique olhando para os outros”, diz. Qual é um dos grandes conselhos de Mantesso? “Você deve ser a melhor opção de investimento para o seu cliente”. O fotógrafo falou sobre “Fotografia sem crise: soluções práticas”. Mantesso combinou sua experiência nas áreas de gestão, marketing e a atividade da fotografia e deu ótimos conselhos.

Alex Lipszyc, da Panamericana Escola de Arte e Design, falou sobre “Criatividade e imagem”. Uma palestra cheia de repertório agregou muito valor ao conhecimento dos presentes, dadas às múltiplas referências, das artes à literatura. Segundo Lipszyc: “A sociedade não quer tanta gente criativa. As regras são necessárias e são as regras que nos travam. E os bloqueios que mais nos atrapalham são: o medo de errar, medo do ridículo e medo de conversar, por incrível que pareça”.

E quem encerrou brilhantemente o 11º Digipix Day foi o ilustre fotógrafo australiano Steve Parish. O tema de sua exposição foi “Conexão com a natureza – Uma jornada de vida”. Ficamos todos maravilhados com suas fotografias. Foi simplesmente inspirador! “Um dos motivos que me fizeram virar fotógrafo foi o de poder ajudar a ciência. Quando comecei, ninguém havia tirado fotos de determinados peixes, e fotografá-los me dava um propósito”, contou Parish aos presentes.

O 11º Digipix Day vai entrar para a história. E assim como todas as fotos que amamos, vamos lembrar dele como um dia inspirador.

Digipix Day 2016: saiba como foi este grande evento!
Avaliar conteúdo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *