Casal Martins também vai estar no #DigipixDay

Começamos a semana com tudo mesmo! Estamos confiantes que esta edição do Digipix Day será uma das mais especiais de todos os tempos.

Preparado para estar junto conosco? Já fez sua inscrição, certo?

Se não fez ainda, corra! Garanta AQUI o seu lugar!

Hoje vamos apresentar esse casal encantador que também vai subir ao palco do Digipix Day. Vamos bater um papo rápido com André e Vera Martins da marca de fotografia de casamento Martins. Eles atuam juntos e realizam ensaios sensacionais, premiados no Brasil e outros países.

Confira agora mesmo e prepare-se!

Martins
Foto: Martins.

Participar de eventos é uma forma de relembrar a trajetória de vocês?
Não só de relembrar, mas de ajudar pessoas. Poder transmitir tudo o que aprendemos, assimilar mais, aprender mais, ensinar mais. É muito bom saber que pessoas terão um pouco do nosso conhecimento. Tudo aquilo que a fotografia nos deu, estamos devolvendo para a fotografia. Isso é o mais importante para nós.

Qual é o assunto ligado à fotografia que vocês mais gostam de falar?
A fotografia como um todo é fantástica, maravilhosa. A fotografia encanta, não importa o segmento. Nós gostamos mais de falar de casamento porque é o que escolhemos fazer com muita dedicação. Como é o assunto que mais gostamos de assimilar, é também o que mais gostamos de ensinar.

Nas horas vagas, o que gostam de fazer para ter mais inspiração?
Gostamos de descansar muito! Com a mente vazia, a inspiração aparece nos detalhes. Na verdade, quando se trata de fotografia, não tem hora vaga para a inspiração. Tudo o que vemos é fotografia, ainda que fique apenas em nossa mente. Respiramos fotografia.

Qual é a importância da fotografia impressa?
Fotografia impressa é a que fica. Seja qual for a mídia digital, um dia vai sumir. A fotografia impressa existe há mais de 100 anos e continua aí. Eu, André, guardo uma fotografia de meus pais na estante, e costumo pensar que não importa o fotógrafo que fez aquela foto, mas a imagem em si. Não cremos que deva haver ego, que nós fotógrafos devemos ser lembrados, mas sim as fotos que fizemos. A foto dos meus pais representa muito para mim porque não os tenho mais. Se eu não tivesse essa foto impressa, eu não teria recordação deles, do casamento deles. Tenho fotos de minha infância, quando sequer existia a fotografia digital, e guardo com muito carinho. A impressão é importantíssima. Tanto de uma única fotografia como do álbum. Não fotografamos para nós, fotografamos para quem fica. Pode ser que daqui a 50, 60 anos, uma foto que fizemos venha ter um valor inestimável.

Qual a expectativa de vocês para o Digipix Day?
Estamos muito felizes por termos sido convidados para esse dia tão importante. Vai ter tanta gente para nos ouvir! A expectativa é alta e estamos muito felizes, com o coração batendo mais forte.

Casal Martins também vai estar no #DigipixDay
Avaliar conteúdo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *